skip to Main Content
  • Todas as pessoas merecem um lar seguro e cheio de amor. Tome uma atitude pela juventude LGBTQI+ que não tem uma!

  • Todas as pessoas merecem um lar seguro e cheio de amor. Tome uma atitude pela juventude LGBTQI+ que não tem uma!

A juventude deveria ser uma época para descobertas, crescimento e sonhos de aventuras futuras. Mas é difícil sonhar e se empenhar para um futuro melhor sem a segurança de um lugar para chamar de lar. Não ter uma casa é uma experiência devastadora com muitos efeitos negativos para o bem-estar físico, mental e emocional e para a trajetória de vida de geral de uma pessoa jovem. Mas é a triste realidade de muitas e muitos jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, travestis, intersexo e queer (LGBTQI+).

É mais provável que a juventude LGBTQI+ experimente não ter uma casa do que seus pares. Frequentemente, a causa é rejeição e abuso por suas próprias famílias e comunidades. Por conta de sua idade e sua dependência da família e redes comunitárias, deixar seus lares inicia um círculo vicioso de aumento de vulnerabilidade em relação a discriminação e violência. Da mesma forma, a discriminação e violência que elas e eles experimentam nas escolas e outras instituições podem ser tanto catalisadores de desabrigo quanto barreiras para encontrar um novo lar. Viver sem um lar pode levar a pobreza, problemas de saúde física e mental, abuso e violência física, o que torna ainda mais difícil encontrar uma nova casa.

Todas as pessoas jovens têm o direito de ter um lar seguro e estável, incluindo a juventude LGBTQI+. Juntas e juntos podemos construir um mundo onde toda a juventude se sinta acolhida – não importa quem sejam ou a quem amem!

Nos ajude a espalhar essa mensagem:

Como você pode ajudar:

×Close search
BUSCA