skip to Main Content

Vozes Intersex

Hida

“Eu me sinto abençoada pelos meus pais terem me permitido ser quem eu sou, e eu encorajo todos os pais de crianças intersex a fazerem o mesmo. Tentar “consertar” os corpos dos bebês saudáveis para se encaixar em ideais sociais é algo naturalmente preconceituoso, e preconceito nunca é a solução.”

Vozes Intersex

Pidgeon

“Médicos especialistas destruíram minha genitália e órgãos reprodutivos saudáveis. Por quê? Para tornar meu corpo esteticamente conforme à ideia deles de como uma mulher “normal” deveria ser. Esses especialistas estão errados. Nove entre dez corpos intersex são perfeitamente saudáveis. Nossos corpos não só são normais, mas lindos.”

Vozes Intersex

Small

“Eu passei por mais de 20 cirurgias falhas que tinham por objetivo “normalizar” o meu corpo. Mas eu superei isso, e hoje vivo minha vida como uma pessoa intersex orgulhosa.”

Vozes Intersex

Kimberly

“Os médicos muitas vezes alegam que há uma “maioria silenciosa” de pessoas intersex satisfeitas com a forma como eles foram tratados como jovens pacientes. Eu costumava ser parte dessa “maioria silenciosa” – mas certamente não estava feliz. Médicos tiram essa falsa conclusão porque a maioria de seus jovens pacientes não voltaram como adultos para reclamar. Mas o silêncio deles é provavelmente causado pelo estigma e pela vergonha. É hora de acabar com o silêncio e com a invisibilidade daqueles que na verdade são uma maioria traumatizada e violentada.”

Vozes Intersex

Esan

“Algumas pessoas intersex nascem com a anatomia sexual de ambos os sexos. Quando elas são adolescentes, podem começar a desenvolver características sexuais mais tipicamente masculinas ou femininas. Fui criado como uma menina, mas quando cheguei aos treze anos eu comecei a crescer como um menino. Meus pais ficaram tão confusos. Eles não sabiam o que havia de errado comigo. Quando eu ia para a escola, as pessoas tiravam sarro de mim. Elas olhavam o meu nome de menina e não entendiam por que eu parecia um menino. Meus amigos não me queriam por perto. Até mesmo meus professores olhavam para mim de cima a baixo. Eu me senti tão sozinho.”

Vozes Intersex

Julius

“Eu sou intersex e tenho tido constantemente que esconder esse fato sobre mim mesmo para ser aceito e ficar em segurança. Isso é cansativo, deprimente, e mata você devagar. Eu tenho sofrido assédio durante toda minha vida, e fui ensinado quando crescia que meu corpo não é meu. Ele é um espetáculo público para ser abusado e examinado, contra minha vontade. Isso tem que acabar.”

Vozes Intersex

Katie & Arlene

“Ao descobrir que as minhas filhas haviam nascido com características sexuais inesperadas, me foi dito que eu deveria manter isso em segredo delas. Ao longo dos anos, manter o segredo delas, e não a própria diferença, foi o problema que levou à solidão e isolamento. As pessoas precisam repensar o que é ser intersex – não é uma doença, mas um modo de estar no mundo.”

×Close search
Search